DEFINIÇÃO DO MCC

 

Os Cursilhos de Cristandade são um Movimento de Igreja que, mediante um método próprio, possibilita a vivência e a convivência do “fundamental Cristão’, ajudam a descobrir e a realizar a vocação pessoal, e propiciam a criação de núcleos que fermentem de Evangelho os ambientes.

a)    O MCC é um Movimento Eclesial: caminha com a Igreja universal, continental, nacional e diocesana no tempo e no espaço e, por isso, está comprometido com suas opções evangelizadoras, respeitados o seu carisma e seus objetivos específicos. Por isso, há necessidade de constante revisão do MCC no sentido de estar sempre em comunhão eclesial, lembrando que mais importante que qualquer Movimento é o Reino de Deus;

b)    Tem um método próprio: querigmático, vivencial, testemunhal, que o caracteriza e se aplica aos seus três tempos, isso é, ao PRÉ, ao CUR e ao PÓS -  Cursilho;

c)    Possibilita ao participante a vivencia do fundamental cristão: resposta ao Plano de Deus pela vivência da Graça e dos valores do Reino e pelo seguimento de Jesus de Nazaré;

d)    Leva à formação de núcleos, ou pequenas comunidades de fé para a convivência do fundamental cristão e para a fermentação evangélica dos ambientes: este é o carisma do MCC, sua característica evangelizadora própria, específica;

e)    Ajuda cada um a descobrir sua vocação (fundamentalmente cristã) e respeita essa vocação (os talentos de cada um) que deve ser colocada sempre a serviço da comunidade;

Explica-se melhor essa definição, esclarecendo-se primeiramente a finalidade do MCC que para efeito didático, pode-se subdividir em:

a)    Imediata: vivência do fundamental cistão, isto é, vivenciar a Graça, a Vida divina realizando o Plano de Deus, anunciando seu Reino e seguindo a Cristo;

b)    Mediata: convivência do fundamental cristão em núcleos, ou grupos ou pequenas comunidades de fé;

c)    Última (principal, própria, específica, determinante): fermentação evangélica dos ambientes, ou seja, a Evangelização dos ambientes, familiar, profissional, social, geográfico, etc., especialmente dos mais afastados dos critérios  e valores do Evangelho.

Tal finalidade se ancança nos rês tempos – PRÉ, CUR e PÓS – que são essenciais ao correto desenvolvimento do Movimento. Tão essenciais que, se um deles falhar, deixa o MCC de ser o que é. Os passos para alcançar a finalidade do MCC, detalhados nos documentos do MCC, são:

a)    O PRÉ-CURSILHO: busca ambiental, seleção da área ou ambiente a ser evangelizado e das pessoas líderes nesses ambientes ou áreas;

b)    O CURSILHO    : tempo forte para a proclamação da Mensagem, ou seja, o Plano de Deus – A Graça; o Reino de Deus e o Seguimento de Jesus, que tradicionalmente dura três dias e três noites;

c)    O PÓS-CURSILHO: inserção na Evangelização dos Ambientes, através de núcleos, ou grupos, ou pequenas comunidades de fé, para a qual são de vital importância: A Escola Vivencial, de formação e de aprofundamento na Fé, cérebro do MCC e as Ultreias, onde se faz a avaliação da presenta e do trabalho dos núcleos nos ambientes.

No desenvolvimento dos três tempos está implícita sua própria estratégia evangelizadora. Essa estratégia, entretanto, tem aspectos:

a)    Essenciais, que devem ser rigorosamente observados para preservar a identidade do MCC;

b)    Importantes, que podem ser modificados por decisão da Assembléia Nacional do MCC;

c)    Acidentais, que podem ser adaptados ou redirecionados, quando necessário, conforme o bom senso das Assembléias Regionais e Diocesanas, ou do próprio Grupo Executivo Diocesano.